terça-feira, setembro 29

Cada um tem o fim de semana que merece

                            

E a terça feira também... 

No fom de semana aqui em casa é tudo light, fora , talvez domingo a noite, que o Du sempre volta com um agradinho, sabem, daqueles... Mas segunda e terça, valha-me Deus, tenho que ser forte e resistir o máximo que posso.



Hoje,  tive que fazer não um mas dois bolos de chocolate, ele queria um só pra ele. Alguém já viu disso? Fiz os dois bolos, entupidos de brigadeiro mole por cima, chegou a vazar do prato. Até o presente momento consegui vencer o "monstro marrom que habita a geladeira" , mas até quando conseguirei resistir??

Pra não pensar (muito) nisso, vamos falar da segunda dica pra ajudar emagrecer:

 

passo 2: Monitoração do comportamento alimentar

Se você fosse fazer um determinado exame do coração, teria que permanecer de 24 a 48 horas com eletrodos no peito que, ligados a um aparelho, registrariam o comportamento do músculo cardíaco em todas as situações do seu dia. Aí, seria possível identificar quais os eventos que provocaram alterações importantes nos batimentos, por exemplo.

Para examinar o seu comportamento alimentar, o ideal seria adotar o mesmo método. Mas, como ainda não existe um aparelhinho capaz de fazer esse tipo de análise, você pode anotar de forma detalhada tudo o que comeu e em que condições. Era fome? O que sentiu ou pensou naquele momento? Quanto comeu? O que fez ou sentiu ou pensou logo depois de comer? A fome veio depois de algum acontecimento específico?
Nem todo mundo se sente à vontade para registrar essas emoções, pensamentos e sensações. Mas estudos mostram que esse simples hábito diminui em 10 a 20% o número de calorias que você está acostumada a ingerir. Além disso, permite que você conheça quais as situações que fazem com que você coma demais, ou seja, o que é que leva você a atacar a geladeira mesmo quando não tem fome.
A monitoração é, então, uma forma de autoconhecimento. Dá para reparar, por exemplo, em alguns hábitos que, de tão automáticos, passavam despercebidos. Por exemplo, que toda vez que você senta à frente do computador, saca aquele chocolatinho guardado na gaveta...
Anote tudo
Data Hora O que estava acontecendo? O que pensava
ou sentia

Era fome? O que fez depois?
10/06 10:35 Esperando um telefonema do namorado Estava com raiva e preocupada porque sempre fico esperando. Não! Comi o que tinha pela frenet e me senti um lixo!
Agora é a sua vez. Marque suas experiências seguindo o modelo desta tabela.

Eu sou franca marco apenas o que como e os pontos que valem, apra não me perder, mas vale a pena fazer isso,. Uma coisa que notei que virou hábito foi comer qualquer coisinha quando to lendo, ainda não consegui me livrar dessa mania, mas pelo menos já troquei pelo chá, café etc...

Beijos

2 comentários:

line disse...

to doidinha pra comer um bolo. mas aqui, só eu como . meu filho de 2 anos só belisca. entao se eu fizer , ja viu né rsrs.bjs

Mariana disse...

Que bacana Liany.. legal essa dica.. vou ver se sigo...
Menina.. na minha geladeira tem o terrivel monstro branco de chantilly e frutas (bolo do aniversario do meu marido).. até agora to firme e forte!! hahaha
beijoo