sábado, setembro 5

Que tal aproveitar o feriado prolongado pra por esse corpinho pra se mexer???
Todo mundo sabe que antes da pratica de uma atividade física, deve-se consultar um médico, fazer exames e tals.
Aqui tem algumas informações a respeito dos mitos e das verdades sobre as atividades físicas.
Vale a pena ler...

Há quem se enrole em sacos plásticos para suar mais. Há quem acredite que quanto mais doído o corpo ficar depois da malhação, melhores os resultados. Há inúmeros mitos que rondam a prática de exercícios físicos. Eles passam de pessoa para pessoa como se fossem verdades definitivas e comprovadas. Não são. Fique atento: além de mentirosos, tais mitos podem trazer enormes prejuízos à saúde. Com a proximidade do verão, o perigo é ainda maior. É a época em que começam as corridas malucas em busca da tão desejada boa forma. ‘‘Grande parte das pessoas procura, única e exclusivamente, resultados estéticos. Tentam alcançar modelos de beleza impostos pela mídia, que nem sempre são bons para a saúde’’, alerta o especialista em Educação Física da Universidade de São Paulo (USP) Roberto Fernandes Costa. Os exercícios físicos são importantes nos programas de emagrecimento. A associação entre o menor consumo de gorduras e carboidratos na dieta e um maior gasto de calorias é a forma mais eficaz de eliminar os excessos. A malhação também evita a perda de massa muscular, que ocorre quando são usados remédios para emagrecer ou são seguidas as nem sempre seguras dietas da moda. Mas é importante que os esportistas tomem consciência de que os exercícios só trazem benefícios à saúde quando são corretamente prescritos e acompanhados. O Correio preparou uma lista das pegadinhas prediletas que os marombeiros desinformados lançam na “rádio-corredor” das academias. Confira, também, as versões corretas dos especialistas.



Mito:O exercício só funciona quando sentimos dor no dia seguinte.
Verdade: A dor durante e após o exercício nunca é sinal de eficiência, mas sim de que os limites estão sendo ultrapassados. Para sedentários, é natural que, após as primeiras sessões de exercícios, sintam-se dores decorrentes de microlesões musculares. Mas elas diminuem à medida que a condição física melhora.

Mito: Fazer abdominais queima gordura na barriga.
Verdade: Não existe ‘‘queima’’ de gordura localizada. Para que a gordura seja metabolizada (expressão correta) durante a malhação, é preciso dedicar-se aos exercícios aeróbicos — de baixa intensidade e longa duração (como caminhar, andar de bicicleta, etc). Com eles, a gordura é metabolizada de forma generalizada e não numa região específica. A abdominal não tira barriga, apenas a enrijece.

Mito: Fazer exercícios com agasalhos e plásticos enrolados no corpo ajuda o emagrecimento.
Verdade: Essa mentira é bastante arriscada e pode trazer sérios danos para a saúde do esportista. Ela causa perda exagerada de água e pode desidratar o malhador durante o exercício. É importante destacar que suor não indica emagrecimento, mas simplesmente perda de água no organismo.

Mito: Não se deve tomar água durante os exercícios.
Verdade: Quando praticamos exercícios, perdemos água e eletrólitos (sais, como sódio e cloro). Repor a água perdida é fundamental para a manutenção do organismo e qualidade do treinamento. Portanto, tome água antes, durante e depois da malhação.

Mito: Praticar exercícios é a melhor forma de emagrecer.
Verdade: A prática de exercícios físicos é muito importante nos programas de emagrecimento. Mas a melhor forma de perder peso é associá-la a uma mudança de hábitos alimentares. Dessa forma, atua-se no balanço energético diminuindo a ingestão de calorias e aumentando o seu gasto.

Mito: Praticar exercícios em jejum emagrece.
Verdade: O emagrecimento depende dos estoques de carboidratos do organismo, que diminuem quando ficamos em jejum. Assim, exercícios em jejum causam diminuição da massa muscular e não da gordura.

Mito: Musculação engorda.
Verdade: Ao contrário do que muita gente pensa, a musculação também pode ser utilizada para o emagrecimento. Ela promove gasto energético não só durante o exercício, mas também após, em função do aumento da taxa metabólica dos esportistas. Nos programas de hipertrofia (em que há grande ganho de massa muscular), o atleta aumenta de peso, mas se torna mais magro — por ter menos gordura no organismo.

Mito: Emagrecer e perder peso é a mesma coisa.
Verdade: Não. Emagrecer significa perder gordura, o que pode acontecer sem uma perda significativa de peso na balança. Isso ocorre em programas direcionados ao ganho de massa muscular. Por outro lado, a pessoa pode perder peso e ao mesmo tempo engordar, desde que essa perda seja na forma de água e massa magra (muscular). Essa situação é muito comum nos programas de perda de peso com medicações ou nas dietas da moda.

Mito: Quanto menos gordura no corpo, melhor.
Verdade: A gordura desempenha papel importante no organismo, sendo que tanto seu excesso quanto sua deficiência acentuada fazem mal à saúde.

Mito: A natação é o esporte mais completo que existe.
Verdade: Não existe esporte completo. A modalidade deve ser escolhida de acordo com os objetivos e necessidades de cada um. Para pessoas que sofrem de alguns desvios posturais, a natação pode ser prejudicial.

Mito: Quanto mais exercício físico, melhor.
Verdade: A prática de exercícios é importante, mas o organismo precisa de repouso adequado para obter benefícios desta prática. É importante que os limites sejam respeitados e que haja um período de recuperação de pelo menos 24 horas entre os treinos.

Cuidados importantes

  • Para que a prática de exercícios seja segura e atenda aos objetivos que se propõe, é fundamental que antes do início de qualquer programa de exercícios o esportista faça avaliações física e médica para garantir a prescrição dos exercícios adequados.

  • Pessoas com excesso de peso não devem fazer exercícios de grande impacto (como ginástica aeróbica ou step), para evitar lesões nas articulações. Para essas pessoas, o ideal são exercícios aquáticos, em bicicleta ergométrica ou com aparelhos.

  • Antes da prática de qualquer exercício físico dever ser feito um aquecimento geral. Ele prepara o corpo para o exercício e previne lesões. Também não
  • Fonte:http://listas.cev.org.br/arquivos/html/cevfit/2001-11/msg00009.html

  • Beijos