sábado, janeiro 22

Ou eu mudo a comida ou a comida me muda

Bom dia flores


Há dias que a gente acorda querendo passar a vida a limpo, pondo os pinguinhos nos is, e deixando cada coisa no seu devido lugar. Hoje aparentemente é o meu.

A começar pela resolução de fotografar as refeições -quem sabe assim aciono o vergonhometro e paro de comer feito um condenado diante da última refeição. Marcar religiosamente o horário de comer (de3 em 3 horas).
Marcar na agenda -que vou comprar hoje- tudo o que como e bebo, com seus respectivos pontos. E me esforçar pra tomar água,

Definir o dia da pesagem. Talvez a meta do mês de chegar aos 80 cravados tenha que ser adiada, mas isso não pode significar jaca até fevereiro. Acho que me peso na sexta (tipo extra-oficial) e na segunda (oficial). assim quem sabe o fim de semana não vira pelo avesso.

Levar à sério a AF. Tenho feito como brincadeira, um dia sim dez não. E ainda quero perder peso e reduzir medida, como? Ah sim como, do verbo comer...nessa atividade física tô craque =(   Vou aproveitar e sair caminhar sempre que puder, logo que as aulas voltarem,  o meu horário dependerá dos horários dos meninos, então a hora é agora! E vou só mesmo, ponho uma musiquinha, ou qualquer coisa parecida -minha amiga colocava lições de inglês- e ganho o mundo. Como é que pra abrir a geladeira e me enterrar na comida não preciso de ajuda nem de companhia?

Podem ser muitas coisas a mudar, mas ou eu mudo de atitude ou mudo o numero da calça...da blusa...do biquíni (hein o que é isso??) Se ainda não desisti é por que tenho chance. Bora correr atrás do que eu quero. Tô sozinha? Ou você vem comigo?
Beijos